Corda bamba

Tendo por meta o texto poético,
Com forma e ritmo impecável
Caindo vez ou outra no patético
Ou na crítica que é implacável

Poeta é aquele que encontra a beleza,
Seja no coração partido ou na alegria,
Que manipula suas palavras com destreza,
Mesmo que em estado de emocional agonia

Entre a ilusão de ser poeta honorário
Ou sofrendo devido a falta de vocabulário
Usando da beleza escrita como adorno
Ou tornando o meu texto apenas morno

Péssimo poeta que sou em definitivo,
Misturando o sentimental e o cognitivo
Escrevendo as partes do meu cotidiano,
Usando do meu lado humano ou booleano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *